Publicidade

Sérgio Moro: Descubra mais informações sobre esse candidato a presidência em 2022

21/03/22 15:01 - Atualizado em 27 de maio de 2022

Conheça a seguir um pouco mais sobre Sérgio Moro, que é um dos candidatos a Presidente do Brasil nas próximas Eleições de 2022.

Logo mais teremos as Eleições e teremos de eleger novos representantes para os próximos 4 anos, e conhecer cada candidato é essencial antes de decidir seu voto.

Confira nesse artigo a trajetória política do ex-Juiz e candidato a presidência Sérgio Moro.

Publicidade

Sérgio Moro: Sua história na política!

Sergio Moro nasceu em Maringá no estado paranaense, está filiando-se a um partido político pela primeira vez.

É graduado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá e LLM e PhD pela UFPR, onde atuou academicamente até 2012.

É mais conhecido como juiz de primeira instância da 13ª Vara Federal da capital do Paraná.

Como juiz, liderou a Operação Lava Jato e depois atuou como Ministro da Justiça e Segurança Pública no governo Bolsonaro.

Publicidade

Moro é especialista em crime financeiro e foi juiz do caso Banestado no início dos anos 2000, participando da Operação Farol da Colina, que investigava supostas violações ao sistema financeiro, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro.

Durante a investigação, ele também aprovou um acordo de delação premiada para o doleiro Alberto Youssef.

Em 2008, Moro condenou o traficante conhecido como Fernandinho Beira-Mar, com quase 30 anos de prisão.

Ele, também, foi desembargador da ministra Rosa Weber do STF em 2012, n caso conhecido como “Mensalidade”, quando Weber acabava de chegar ao STF vindo da Justiça do Trabalho.

Um acadêmico da Operação Mãos Limpas, Moro combateu a corrupção na Itália na década de 1990, comparou as ações da Itália à Lava Jato, enquanto atuava como juiz da 13ª Vara Federal da capital do Paraná.

Na Lava Jato, foi responsável pelas condenações do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, entre outros.

Ele foi a primeira pessoa a condenar o ex-Presidente Lula do Partido dos Trabalhadores no caso do Tríplex Guarujá em 2017.

O juiz da época entrou em confronto regular na audiência com a defesa de Lula, também, foi criticado por revelar nos autos a interceptação de uma ligação telefônica entre Lula e a então Presidente Dilma Rousseff.

Em abril de 2018, após a condenação de Lula em segunda instância, Moro ordenou a prisão do PT.

Mais tarde naquele ano, quando tornou público a delação premiada do ex-Ministro do PT, Antonio Palocci, poucos dias antes do primeiro turno das eleições presidenciais, o juiz também seria novamente acusado de viés político.

Moro concordou em deixar sua carreira de mais de 20 anos como Juiz Federal para comandar o Ministério da Justiça logo após as Eleições de 2018, quando Bolsonaro foi eleito no segundo turno e o convidou para integrar o governo.

O Ministro teria carta branca para combater a corrupção e o crime organizado.

Um dos destaques de Moro como Ministro foi o chamado Pacote Anticrime que focava no fortalecimento da legislação criminal.

Em contrapartida, foi aprovado pelo Congresso em dezembro de 2019 depois de perder alguns pontos, incluindo mudanças nos critérios de exclusão ilegal, que isentariam a polícia de abuso devido a medo desculpável, surpresa ou emoções violentas.

Em seu primeiro ano como Ministro, ele também enfrenta acusações de parcialidade em sua sentença como juiz, após um vazamento mostrar que ele e os procuradores da Lava Jato trocaram informações sobre o processo.

Ele sempre negou violações nos contatos e alegou ser vítima de um ataque de hackers que está sendo investigado pela Polícia Federal.

sérgio moro

Coligações e candidato a vice-Presidente

Luciano Bivar foi indicado como vice-Presidente do ex-Juiz Moro, possibilidade que permanece muito viva no Podemos.

Basicamente, existem duas razões, os coordenadores da pré-campanha de Moro entenderam que era preciso sinalizar à comunidade política que um governo liderado por um ex-juiz seria capaz de governar.

O candidato à Presidência ouviu pedidos de uma coalizão política formal para apoiar a candidatura.

A publicidade gerada pelo encontro de Lula com lideranças de fora da esquerda causou desconforto em torno do ex-Juiz, que transmitiu a ideia de que o PT terá boa governança.

Ainda não há nada confirmado, mas, ao que tudo indica Bivar vai se aliar a Sergio Moro nas Eleições.

Que conhecer mais candidatos à Presidência? Acompanhe nossos artigos do blog!

Conteúdos relacionados à este

Como emitir seu primeiro Título de Eleitor Online?

Como emitir seu primeiro Título de Eleitor Online?

Para poder votar e exercer os direitos políticos, a inscrição no alistamento eleitoral, é necessário a emissão do primeiro Título de Eleitor no caso de ser sua primeira emissão. De acordo com o Art. 14 da Constituição Federal, o voto é facultativo somente para jovens...

ler mais
Saiba como regularizar Título de Eleitor Online!

Saiba como regularizar Título de Eleitor Online!

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou o serviço online que facilita regularizar Título de Eleitor Online sem precisar sair de casa. Em princípio, para uma situação eleitoral adequada, não deve haver motivo de anulação ou suspensão de direitos políticos. Em 2022,...

ler mais
Qual a importância do Título de Eleitor?

Qual a importância do Título de Eleitor?

É muito importante que todos os eleitores do Brasil estejam em dia com a justiça eleitoral e tenham em mãos, seja em cédula de papel ou um dos personagens mais importantes nos pleitos realizados em nosso país, o Título de Eleitor. O ano de 2022 é um ano muito...

ler mais

Deixe um comentário aqui