Publicidade

Aldo Rebelo: Conheça esse candidato à Presidência em 2022!

18/04/22 11:29 - Atualizado em 7 de junho de 2022

Aldo Rebelo é uma das apostas para a disputa para Presidente da República em 2022.

O ano de 2022 é um ano muito importante para a política brasileira, pois, esse será um ano no qual serão eleitos Deputados Estaduais, Federais, Governadores, Senadores e Presidente.

Para ocupar a cadeira presidencial diversos nomes já estão em evidência, com a pré-candidatura de diversos políticos sendo anunciadas desde o início do ano.

Publicidade

Aldo Rebelo, nome já conhecido no meio político é um deles, confira um pouco mais sobre a história do candidato na política do país.

Aldo Rebelo: Sua história na política

José Aldo Rebelo Figueiredo nasceu em Viçosa, no dia 23 de fevereiro de 1956.

Ele é um político brasileiro, atualmente, filiado ao Partido Democrático Trabalhista, o PDT.

Em seu histórico político Aldo já foi Deputado Federal por São Paulo durante 5 mandatos pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), sendo Presidente da Câmara entre 2005 e 2007.

Publicidade

Participante ativo nos governos Lula e Dilma Rousseff, foi ministro da Defesa, Ciência, Tecnologia e Inovação, do Esporte e da Coordenação Política e Assuntos Institucionais.

Entre 1989 e 1991 foi Vereador na cidade de São Paulo, pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), também, foi Deputado Federal pelo estado de São Paulo por 6 mandatos.

Atuou como Presidente da Câmara dos Deputados entre 28 de setembro de 2005 e 31 de janeiro de 2007.

Entre 27 de outubro de 2011 e 1 de janeiro de 2015 foi Ministro de Estado do Esporte e deixou o cargo para assumir o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Deixou o cargo em 2 de outubro de 2015 para assumir o Departamento de Defesa, onde permaneceu até 12 de maio de 2016.

Aldo é conhecido por sua postura nacionalista e por projetos às vezes polêmicos, como a redução de palavras estrangeiras na língua portuguesa.

Também foi uma oposição à introdução de ferramentas de automação que economizam mão de obra no setor público.

Reportou, sobre o Novo Código Florestal Brasileiro, projeto transformado em Lei 12.651/2012.

É autor da lei que proíbe a instalação de bombas de autoatendimento em postos de gasolina (Lei 9.956/2000) e da lei que consagra o dia 20 de novembro à data nacional Zumbi dos Palmares (Lei 9 125/1995).

Aldo se envolveu profundamente nos debates sobre relações exteriores e defesa nacional e foi membro da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados.

Ele não concorreu a nenhum cargo nas eleições de 2014 e continuou à frente do Ministério do Esporte e administrou a pasta durante a Copa do Mundo, realizada no Brasil naquele ano.

Foi eleito pela primeira vez pelo PCdoB como Deputado Federal para o período 1991-1995 quando participou da revisão constitucional de 1993.

Foi reeleito para as legislaturas seguintes exercendo a mesma função nos anos 1995 a 1999, 1999 a 2003, 2003 a 2007, 2007 a 2011 e 2011 a 2015.

Aldo deixou o PCdoB em 2017, passando pelo PSB e também pelo Solidariedade nos anos seguintes.

Atualmente o político é filiado do PDT pelo qual lançou a sua pré-candidatura à Presidência da República.

aldo rebelo

Coligações e candidato a Vice-Presidente

Atualmente no PDT, Rebelo ainda não conta com um candidato a Vice-Presidente.

O partido pelo qual o candidato pretende concorrer ao cargo de Presidente também não aderiu a nenhuma federação partidária, o novo modelo das coligações.

Ao todo, 7 partidos optaram pelo novo modelo para as Eleições de 2022.

A aprovação é baixa em comparação com o total de partidos no Brasil, neste caso os 32 partidos, e os que formaram coligação há quatro anos.

Em outubro, os brasileiros vão às urnas para decidir quem será o novo Presidente do país, e também serão eleitos Governadores, Senadores, Deputados Federais e Estaduais.

O primeiro turno da votação acontecerá no dia 2 de outubro e se houver necessidade o segundo turno ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.

Se eleito, Aldo Rebelo deve assumir o cargo no dia 1º de janeiro de 2023, exercendo a função de Presidente até o dia 31 de dezembro de 2026.

Para mais informações sobre as eleições deste ano e os candidatos que a disputarão continue nos acompanhando no blog!

Conteúdos relacionados à este

Como emitir seu primeiro Título de Eleitor Online?

Como emitir seu primeiro Título de Eleitor Online?

Para poder votar e exercer os direitos políticos, a inscrição no alistamento eleitoral, é necessário a emissão do primeiro Título de Eleitor no caso de ser sua primeira emissão. De acordo com o Art. 14 da Constituição Federal, o voto é facultativo somente para jovens...

ler mais
Saiba como regularizar Título de Eleitor Online!

Saiba como regularizar Título de Eleitor Online!

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou o serviço online que facilita regularizar Título de Eleitor Online sem precisar sair de casa. Em princípio, para uma situação eleitoral adequada, não deve haver motivo de anulação ou suspensão de direitos políticos. Em 2022,...

ler mais
Qual a importância do Título de Eleitor?

Qual a importância do Título de Eleitor?

É muito importante que todos os eleitores do Brasil estejam em dia com a justiça eleitoral e tenham em mãos, seja em cédula de papel ou um dos personagens mais importantes nos pleitos realizados em nosso país, o Título de Eleitor. O ano de 2022 é um ano muito...

ler mais

Deixe um comentário aqui